Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Migrações Externas

Mäyjo, 30.10.08

 

Guião de trabalho
As migrações externas em Portugal
 
Para os alunos do 10º Ano:
Estas são as questões feitas na aula de 30/10/08.
______________________________________________
 
Após leitura atenta das páginas 82 a 93 do manual responde às questões que se seguem.
 
1-      Caracteriza a evolução da emigração portuguesa.
2-      Identifica os principais paises de destino dos emigrantes portugueses:
2.1- no inicio do século passado;
2.2- no final do século passado.
3-      Refere os motivos dos fluxos migratórios portugueses, fazendo a distinção entre os fluxos legais e os clandestinos.
 
4-      Compara a evolução da emigração legal e clandestina entre 1960 e 1976, referindo as causas para as diferenças encontradas.

 

5-      Classifica a diferença entre a emigração legal e clandestina no período entre 1969 e 1972.

5.1- Justifica a resposta anterior.
 
* - Menciona as consequências da ilegalidade para os emigrantes.
 
 
 
 
 
 
 
6-      Identifica as principais regiões de origem dos emigrantes portugueses, nesse período.
6.1- Que consequências trouxe a emigração, para o nosso país?
 
 
 
 
7-      A Emigração na actualidade diminuiu. Porquê?

 

Estudo de caso - A estrutura etária em Portugal: que evolução?

Mäyjo, 30.10.08

 

Para os alunos do 10º Ano:
Este é um texto que pode vir a ser útil para estudar para o teste.
 
Estudo de caso
A estrutura etária em Portugal: que evolução?
 
 
            Portugal foi, até à década de 60, um dos poucos países da Europa que possuía uma população predominantemente jovem. Para este facto, contribuíam:
  • As características rurais da sociedade portuguesa.
  • A difusão limitada de meios contraceptivos.
  • A inexistência de escolaridade obrigatória.
  • O facto de a mulher desempenhar quase exclusivamente o papel de mãe e dona de casa.
 
            Na década de 60, verifica-se alguma alteração em consequência de factores como a guerra colonial e a intensificação do fluxo migratório para a Europa. Estes aspectos, associados a um aumento da população urbana (fixação de populações nas cidades de Lisboa e do Porto) e aumento do número de mulheres a trabalhar, conduziram a alterações ao nível da base da pirâmide (diminuição nos estratos jovens) e ainda do meio desta (diminuição dos estratos etários, masculinos em especial, dos 25 aos 39 anos).
            Esta situação alterou-se com as transformações que ocorreram após o 25 de Abril de 1974, nomeadamente:
  • No sector agrícola, que consistiram no aumento da tendência para o abandono das regiões interiores – êxodo rural – e para a fixação no litoral, com especial destaque para as áreas das cidades de Lisboa e do Porto.
  • As alterações no modo de vida e da mentalidade das populações e a integração da mulher no mercado de trabalho.
            Estes factores, que contribuíram para a diminuição da natalidade e por essa via dos estratos etários mais baixos, foram atenuados com o regresso de populações vindas das ex-colónias, com grande peso nos estratos de menor idade.
            As transformações na sociedade portuguesa após a integração europeia fizeram acentuar esta tendência para o envelhecimento. Assim:
  • Acentuou-se a diminuição da natalidade.
  • Reduziu-se a mortalidade.
  • Aumentou a esperança média de vida, resultado das melhorias registadas no sector da saúde e na assistência social à terceira idade.
 
Na próxima década, poderão projectar-se dois cenários possíveis:
  • A manutenção da actual tendência ao nível da natalidade que implicaria a manutenção de pirâmides etárias com a base estreita e o topo largo.
  • O aumento da taxa de natalidade por via da implementação de medidas de incentivo à natalidade, facto que iria implicar o rejuvenescimento da população, com um novo aumentar da base da pirâmide.
 
Contrastes regionais
            A diminuição dos efectivos jovens da população encontra-se muito mais patente na Região Centro e sobretudo no Alentejo do que no Norte e regiões autónomas do Madeira e dos Açores.
            Ao nível dos estratos mais idosos, são também as regiões do Alentejo e Centro que vêem aumentar significativamente o peso dos seus efectivos no contexto da população.
            A região de Lisboa e Vale do Tejo e de certo modo o Algarve situam-se em posição intermédia em termos deste processo, sobretudo devido à fixação de alguns jovens vindos de outras regiões e que, de algum modo, atenuam o processo de envelhecimento da população.

Correcção do teste do 10º Ano

Mäyjo, 25.10.08

 

Proposta de resolução do 2º teste de Geografia (recuperação) –10º Ano
Outubro 2008
 
GRUPO I

1-
 

 
GRUPO II
1- Referir os seguintes aspectos: Portugal continental ou peninsular como a maior parcela territorial, com cerca de 88 mil km2 (apenas 16% da Península Ibérica]; Portugal insular com os dois arquipélagos, Açores (2400 km2) e Madeira (800 km2), que corresponde a cerca de 3,4% da superfície nacional.
 
2- 2.1. A.
 2.2. Na parte continental, os limites sul e ocidental correspondem ao oceano Atlântico. Os limites norte e este correspondem à fronteira com Espanha (muitas vezes aproveitando-se a topografia com relevos mais acidentados e rios).
         Na parte insular, os limites são o oceano Atlântico.
 
GRUPO III

1-
3-
2-
4-

 
GRUPO IV
1- Referir os seguintes aspectos: na actualidade, Portugal, apesar de ser periférico, está próximo dos maiores centros de poder e decisão da Europa ocidental; no passado, a sua posição na confluência do Atlântico com o Mediterrâneo permitiu encetar a descoberta do Mundo e participar nos intercâmbios entre o Novo e o Velho Mundo.
2- 2.1. Espanha, França, Andorra, Argélia e Marrocos.
2.2. Por exemplo, Alemanha, Itália, Reino Unido, Irlanda. Países Baixos e Bélgica.
2.3. 1/100 000 000. ( 1/ 90 909 091)
2.4. 1636, (36) km. Cerca de 2000km.
2.5. Lugar A – 45ºN e 45º O; Lugar B – 45ºN e 45º E;
 
GRUPO V
1- 1957: nascimento da Comunidade Económica Europeia: Bélgica, Países Baixos, Luxemburgo, França, Alemanha e Itália.
 1973: entrada do Reino Unido, da Irlanda e da Dinamarca
 1981: entrada da Grécia – nasce a Europa dos Dez.
 1986: Europa dos Doze, com a entrada de Portugal e Espanha.
 1995: aderem à UE a Áustria, a Suécia e a Finlândia, formando-se a Europa dos Quinze.
 1999: criação da moeda única europeia, o euro.
 2004: entrada de mais 10 países: Estónia, Letónia, Lituânia, Polónia, República Checa, Eslováquia, Hungria, Eslovénia, Chipre e Malta.

Correcção dos testes do 9ºAno

Mäyjo, 25.10.08

Proposta de correcção do 1º teste de Geografia –9º Ano – Turma A e F
Outubro 2008

 
I
1 e 1.1- São falsas as frases:
a) O sector dos serviços pertence ao sector terciário.
c) Os valores mais elevados de população activa no sector dos serviços ocorrem nos países com elevado nível de vida.
 
2.1- Referir aspectos como:
  • Apoiam outras actividades
  • Permitem que a nossa vida seja mais fácil: com a evolução da sociedade há muitas actividades que não conseguimos fazer – p.e. limpezas creches…
  • Satisfazem muitas necessidades básicas: saúde, educação, transportes…
3- Aumentou
4- Referir serviços na área da cultura, do lazer, p.e. hotéis para cães, espaços para deixar os filhos quando se vai às compras…
 
6-     6.1- comércio         6.2- importações         6.3- exportações         6.4- comércio externo     
 6.5- comércio interno          6.6- balança comercial
7.1- Gráfico A
7.2- Porque as exportações são as vendas que Portugal faz ao estrangeiro, logo temos os compradores.
7.3- Espanha
7.4- Alemanha
7.5- São essencialmente países da Europa.
8.1- a) no interior de um país.
8.2- b) países diferentes.
8.3- a) das compras que efectua ao estrangeiro.
II
1- A — O turismo é um importante sector dos serviços, correspondendo às actividades que as pessoas realizam durante as viagens e o tempo de permanência em lugares diferentes daqueles em que vivem, por um período inferior a um ano, com fins de, por exemplo, negócios ou recreativos.
B — A actividade turística só recentemente ganhou destaque, sendo o sector económico com maior crescimento a nível mundial. O aumento do poder de compra da maioria da população dos países desenvolvidos, a par da evolução dos transportes, foi a grande responsável pelo avanço do sector.
C — Os principais destinos turísticos mundiais situam-se em países desenvolvidos, muito contribuindo para isso o turismo ligado aos negócios.
 
2- Referir:
·   Férias pagas
·   Diminuição do horário de trabalho
·   Publicidade
·   Evolução dos transportes
·   Aumento dos rendimentos …
3.1-    Doc.1: ambiental          Doc.2: cultural
3.2- TER, balnear termalismo, cinegético, de negócios e congressos.
4.1- Balnear/ recreativo, lazer
4.2- Referir aspectos como:
·   Condições naturais: relaxante, contacto com sol, mar e água
·   Divertimento com a família
·   Clima agradável
4.3- Referir aspectos como:
·   Aumento dos rendimentos
·   Criação de postos de trabalho, embora sazonal
·   Contacto com outras culturas
 

Proposta de correcção do 1º teste de Geografia –9º Ano – Turma E e G
Outubro 2008
 

 
I
1 e 1.1- São falsas as frases:
a) O sector dos serviços pertence ao sector terciário.
c) Os valores mais elevados de população activa no sector dos serviços ocorrem nos países com elevado nível de vida.
 
2.1- Bélgica e Nova Zelândia
2.2- A— Nos países desenvolvidos, como Bélgica, a maioria da população activa trabalha nos serviços, ou sector III.
C — Em países desenvolvidos, como a Nova Zelândia, os serviços são o maior gerador de riqueza no conjunto dos três sectores de actividade.
D—A percentagem de população que trabalha no sector III, em países em desenvolvimento como o Myanmar, é, em geral, baixa.
 
3.1- Serviço social: Educação
3.2- Saúde, justiça, assistência médica, segurança…
 
4.1- É a diferença entre o valor das exportações e das importações
4.2.1- Alemanha e Rússia
4.2.2- Reino Unido e Grécia
4.3- Porque no seu conjunto a UE tem muita importância nas trocas comerciais internacionais (e não só), é das regiões do globo com maior volume de trocas.
 
5- a) V          b) F          c) F          d) F          e) V
II
1- A — O turismo é um importante sector dos serviços, correspondendo às actividades que as pessoas realizam durante as viagens e o tempo de permanência em lugares diferentes daqueles em que vivem, por um período inferior a um ano, com fins de, por exemplo, negócios ou recreativos.
B — A actividade turística só recentemente ganhou destaque, sendo o sector económico com maior crescimento a nível mundial. O aumento do poder de compra da maioria da população dos países desenvolvidos, a par da evolução dos transportes, foi a grande responsável pelo avanço do sector.
C — Os principais destinos turísticos mundiais situam-se em países desenvolvidos, muito contribuindo para isso o turismo ligado aos negócios.
 
2.1- As pessoas ficam com mais tempo livre que podem utilizar para viajar e fazer turismo.
 
3.1-    Doc.1: ambiental          Doc.2: cultural
3.2- TER, balnear termalismo, cinegético, de negócios e congressos.
 
4.1- Balnear/ recreativo, lazer
4.2- Referir aspectos como:
·   Condições naturais: relaxante, contacto com sol, mar e água
·   Divertimento com a família
·   Clima agradável
4.3- Referir aspectos como:
·   Aumento dos rendimentos
·   Criação de postos de trabalho, embora sazonal
·   Contacto com outras culturas
 

Correcção do teste do 8º Ano

Mäyjo, 25.10.08

 

Proposta de correcção do 1º teste de Geografia –8º Ano
Outubro 2008
 
I
1-É a distância entre o nível médio do mar e o lugar, medido na vertical.
2- Altitude negativa refere-se a um lugar que se entra abaixo do nível médio do mar e profundidade refere-se a um lugar submerso.
3- Positiva – E, D     Nula – B     Negativa – C     Profundidade – A
4- A – 6     B – 2    C – 3    D – 4    E – 5    F – 1
5-                   
Continente
Principal cordilheira
Ponto mais elevado
Europa
Cáucaso
Elbrus
América
Andes
Aconcágua
África
Quilimanjaro
Quilimanjaro
Oceânia
Cordilheira divisória
Monte Wilhelm
Ásia
Himalaias
Evereste
 
6-                  6.1 – nascente / desagua     6.2 – Comprimento caudal regime bacia rede
7-                   
Fotografia
1
2
3
Curso de rio
Superior
Médio
Inferior
Tipo de vale
V fechado
V aberto
Em caleira
Fase da erosão
Desgaste
Transporte
Acumulação
 
II
1.1- costa alta ou arriba e costa baixa ou praia
1.2-
 
1.3- Abrasão
 
2-   a - 4       b - 4       c - 5       d - 4       e - 4       f - 5
 
3- A sequência correcta é: 4, 1, 3, 2.
 
4.1- Não
 
4.2- Resulta da acção erosiva da água do mar – abrasão.
 
III
 
1.1.1- Cheias/inundações e secas.
 
1.1.2- Cheias – chuvas intensas e/ou prolongadas
           Secas – longos períodos sem chover
1.1.3- Destruição de pastagens, incêndios, falta de água, diminuição da produção agrícola, destruição de pastagens
 
2- Todas as frases são verdadeiras

Pág. 1/2